Há como não foder a própria vida após uma puta cagada?

Nesta semana duas ocorrências policiais, de natureza extremamente semelhante, têm sido abordadas pela mídia: uma, no Paraná, aconteceu na madrugada do último domingo, 13/07, e contou com uma ação desastrosa de uma dupla de policiais, que assassinou, por engano, uma mulher de 20 anos no interior de um carro, confundido com outro que protagonizava uma fuga; a outra, no Rio de Janeiro, já aniversaria exatamente hoje, tem centro no desaparecimento de uma engenheira, e ainda não apresenta conclusão. Já faz um mês que a moça sumiu, após cair com seu carro numa ribanceira na Barra da Tijuca, e todo um trabalho de buscas vem sendo realizado, mas a puta falta de informações tem provocado um sofrimento sem tamanho nos pais da vítima.

Leia o artigo completo

Anúncios